• Rodrigo Paiva

Conheça quem são as 8 mulheres mais ricas do Brasil em 2022, segundo a lista da Forbes!




Nesta edição da [2a. INVEST], logo após o dia das mães, vamos mostrar quem são as 8 mulheres mais ricas do Brasil!


A líder da lista é Lucia Maggi, sócia de um dos maiores grupos produtores de soja e outras commodities do Brasil.


A lista que chega a sua 36a. edição, tem 2.668 nomes, sendo 62 destes brasileiros, ou seja o Brasil tem 2,32% dos bilionários do mundo e temos hoje aproximadamente 2,72% da população do mundo.


1. Lucia Maggi, 89 anos e família


Lucia Borges Maggi é cofundadora do Grupo André Maggi, também conhecido como Amaggi, um dos maiores produtores brasileiros de soja e outras commodities.


Fortuna: US$ 6,9 bilhões


Fonte da fortuna: Amaggi


Indústria: Agronegócio




Curiosidades:


  • Ela fundou a Amaggi em 1977 com seu marido, André Maggi, que morreu em 2001; ela assumiu como chefe do grupo após sua morte.

  • Hoje atua como membro consultivo do conselho de administração da Amaggi.


2. Maria Helena Moraes Scripiliti, 91 anos e família


O falecido pai de Maria Helena Moraes Scripilliti, José Ermírio de Moraes, fundou o Grupo Votorantim, de propriedade familiar, um dos maiores conglomerados do Brasil.


Fortuna: US$ 4,1 bilhões


Fonte da fortuna: Grupo Votorantim


Indústria: Diversificada


Curiosidades:


  • A Votorantim atua em mais de 20 países nos setores de alumínio, papel e celulose, energia, agronegócio e cimento.

  • O grupo remonta a 1918, quando o pai de Moraes Scripilliti comprou uma fábrica têxtil em São Paulo.

  • A família ainda controla 100% do negócio. O irmão de Maria Helena, Ermírio Pereira, também é bilionário.

  • O falecido marido de Moraes Scripilliti, Clovis Scripilliti, ajudou a expandir a Votorantim por todo o nordeste do Brasil durante as décadas de 1960 e 1970.


3. Dulce Pugliese de Godoy Bueno, 74 anos


Dulce Pugliese de Godoy Bueno e Edson de Godoy Bueno, falecido em fevereiro de 2017, fundaram a empresa de seguro saúde e assistência médica Amil em 1972.


Fortuna: US$ 1,7 bilhões


Fonte da fortuna: Amil


Indústria: Saúde e Hospitais


Curiosidades:


  • Dulce Pugliese e Edson Bueno, que se casaram quando fundaram a Amil, divorciaram-se posteriormente. Dulce manteve sua participação de aproximadamente 33% na Amil.

  • O IPO da Amil foi em 2007. Tornou-se a maior empresa de assistência médica da América Latina, fornecendo assistência médica e cobertura de farmácia com desconto para milhões.

  • A gigante seguradora de saúde dos EUA United Health Group comprou 90% da Amil em 2012 por US$ 4,9 bilhões em dinheiro.

  • Ela possui uma participação de 48% na Dasa, uma cadeia de laboratórios médicos de capital aberto. Pedro Bueno, seu enteado, tornou-se CEO da Dasa em 2014.


4. Ana Lucia de Mattos Barretto Villela, 48 anos


Ana Lucia de Mattos Barretto Villela é membro de uma das famílias bancárias mais antigas do Brasil.


Fortuna: US$ 1,6 bilhões


Fonte da fortuna: Banco Itaú


Indústria: Finanças e Investimentos


Curiosidades:

  • Seu bisavô fundou o banco Itaú, que se fundiu com o Unibanco em 2008 para formar o Itaú-Unibanco, o maior banco privado da América Latina.

  • Ela é uma das maiores acionistas individuais do Itaúsa, holding do banco, com cerca de 12% das ações ordinárias e 3% das ações preferenciais.

  • Seu avô fundou a Duratex, fabricante brasileira de painéis de madeira e louças sanitárias de capital aberto; ela é acionista.

  • Ela se tornou acionista do banco quando tinha 8 anos, quando seus pais morreram em um acidente de avião em 1982.


5. Luiza Helena Trajano, 70 anos


Luiza Helena Trajano é presidente da varejista Magazine Luiza, que tem quase 1.000 lojas no Brasil e um braço de comércio eletrônico em expansão.


Fortuna: US$ 1,4 bilhões


Fonte da fortuna: Magazine Luiza


Indústria: Comércio Varejista


Curiosidades:


  • Ela possui um pouco mais de 17% da empresa listada em São Paulo, que seus pais fundaram em 1957 e batizaram com o nome de sua mãe (também chamada Luiza).

  • Trajano foi contratada como aprendiz por seus pais aos 18 anos, trabalhando em diferentes funções até se tornar CEO em 1991.

  • Ela liderou a expansão do Magazine Luiza para as vendas online, uma parte do negócio em rápido crescimento que hoje responde por quase 40% do faturamento.

  • Ela passou o cargo de CEO para seu filho Frederico Trajano em 2015 e é presidente do conselho desde então.


6. Neide Helena de Moraes, 67 anos


Neide Helena de Moraes é herdeira de uma participação no Grupo Votorantim, conglomerado industrial brasileiro.


Fortuna: US$ 1,3 bilhões


Fonte da fortuna: Grupo Votorantim


Indústria: Diversificada









Curiosidades:

  • Ela é neta de José Ermírio de Moraes, que fundou o Grupo Votorantim em 1918; ela já apareceu na Forbes lista de bilionários em 2014.

  • A empresa atua em mais de 20 países nas indústrias de alumínio, papel e celulose, energia, bancos e cimento.

  • Neide Helena herdou uma participação de 8% na empresa familiar após a morte de seu pai, José Ermírio de Moraes Filho, em 2001.

  • Seus dois irmãos, José Ermírio de Moraes Neto e José Roberto Ermírio de Moraes, também herdaram participações da Votorantim de seu pai.

7. Anne Marie Werninghaus, 36 anos



Anne Marie Werninghaus é a maior acionista individual da WEG, maior fabricante de motores elétricos da América Latina.


Fortuna: US$ 1,1 bilhões


Fonte da fortuna: WEG


Indústria: Motores Elétricos


Curiosidades:


  • A empresa foi cofundada por seu avô Geraldo Werninghaus junto com os bilionários Eggon João da Silva e Werner Ricardo Voigt.

  • Multinacional de capital aberto com fábricas em cinco países, a WEG faturou US$ 3,05 bilhões em 2020.

  • Anne não trabalha na empresa nem ocupa um cargo no conselho; ela é a fundadora da VestesBr, um mercado de moda B2B de curta duração lançado em 2011.

  • Anne é casada e atualmente vive tranquilamente em Joinville, cidade brasileira onde os alemães se estabeleceram, não muito longe da sede da WEG.


8. Vera Rechulski Santo Domingo, 73 anos



Vera Rechulski Santo Domingo é viúva de Julio Mario Santo Domingo Jr., filho do barão da cerveja colombiano Julio Mario Santo Domingo, que morreu em 2009.

Fortuna: US$ 1,0 bilhões


Fonte da fortuna: Santo Domingo


Indústria: Cervejaria e outras.







Curiosidades:


  • Ela controla cerca de 11% da holding da família Santo Domingo sediada em Luxemburgo, por meio da qual detém ações da Anheuser-Busch InBev.

  • Seus dois filhos, Tatiana Casiraghi e Julio Mario Santo Domingo III, possuem participações menores de cerca de 5% cada.

  • A família também possui uma participação na Château Pétrus, uma vinícola francesa perto de Bordeaux que produz alguns dos vinhos mais caros do mundo.

  • As participações públicas da família incluem participações na Keurig Dr. Pepper, Kraft Heinz e JDE Peet's, proprietária da Peet's Coffee.

131 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Propaganda-fluxo-de-caixa.png
Ebook-Bitcoin-sombra.png

Baixe nosso e-book sobre Bitcoin!​

Saiba mais sobre a principal criptomoeda do mundo no nosso e-book gratuito.

Perfil-do-investidor-site.jpg

Você sabe qual o seu perfil de investidor? Faça o teste!