top of page
Banner-Blog-Business.png
  • Foto do escritorRodrigo Paiva

O Papel dos Engenheiros no Desenvolvimento Global: Uma Análise Comparativa por País


O Papel dos Engenheiros no Desenvolvimento Global: Uma Análise Comparativa por País


A engenharia desempenha um papel crucial no desenvolvimento econômico e social de qualquer país. Engenheiros são responsáveis por criar inovações tecnológicas, infraestruturas sólidas e soluções para os desafios contemporâneos. Neste artigo, vamos explorar a importância dos engenheiros em diversos países ao redor do mundo e como eles contribuem para o progresso global.


1. A Importância dos Engenheiros no Desenvolvimento Econômico


Engenheiros desempenham um papel vital no crescimento econômico de um país. Eles são os principais responsáveis por projetar e implementar infraestruturas, como estradas, pontes, sistemas de energia, telecomunicações e água. Além disso, engenheiros estão na vanguarda da inovação, desenvolvendo tecnologias que impulsionam setores como manufatura, saúde, energia e transporte.


2. Engenheiros e Sustentabilidade Ambiental


No mundo moderno, a sustentabilidade é uma preocupação central. Engenheiros desempenham um papel crucial na criação de soluções eco-friendly, como energias renováveis, eficiência energética e tecnologias de reciclagem. Eles são fundamentais para encontrar maneiras de equilibrar o desenvolvimento econômico com a conservação do meio ambiente.


3. Desafios e Oportunidades para Engenheiros em Países em Desenvolvimento


Em países em desenvolvimento, engenheiros enfrentam desafios únicos relacionados à falta de recursos financeiros e infraestruturas subdesenvolvidas. No entanto, esses desafios também criam oportunidades para inovação e desenvolvimento sustentável. Este segmento pode explorar casos de sucesso e iniciativas que mostram como engenheiros estão enfrentando e superando esses desafios em diferentes partes do mundo.


4. Comparação Internacional: Número de Engenheiros por País


Nos últimos anos, houve uma mudança significativa no cenário da formação de engenheiros, com países em desenvolvimento e emergentes, como a China e a Índia, desempenhando um papel cada vez mais proeminente. Enquanto os Estados Unidos, o Japão e outras nações desenvolvidas historicamente lideraram a produção de graduados em engenharia, dados recentes revelam uma mudança nesse padrão.


Segundo um estudo do Fórum Econômico Mundial realizado em 2015 (https://www3.weforum.org/docs/WEF_Human_Capital_Report_2015.pdf, que excluiu a China e a Índia devido à falta de dados), a Rússia se destacou, produzindo anualmente um total de 454.436 licenciados em engenharia, indústria transformadora e construção. Os Estados Unidos ocuparam a segunda posição com 237.826, seguidos pelo Irã com 233.695 formandos anuais. Além disso, economias em desenvolvimento como Indonésia e Vietnã também figuraram entre os dez primeiros países, formando 140.169 e 100.390 engenheiros por ano, respectivamente. De acordo com esse estudo, o Brasil formava anualmente cerca de 74.539 profissionais.

O Papel dos Engenheiros no Desenvolvimento Global: Uma Análise Comparativa por País
O Papel dos Engenheiros no Desenvolvimento Global: Uma Análise Comparativa por País

5. O Caso do Brasil


No Brasil, conforme dados do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (CONFEA), o número total de profissionais registrados ativos no país em 2023 é de 1,118 milhão. No entanto, observa-se uma tendência de declínio no número de registros ao longo dos anos, indicando desafios no setor educacional e no mercado de trabalho.


O Papel dos Engenheiros no Desenvolvimento Global: Uma Análise Comparativa por País

Dados portal de transparência do CONFEA (https://relatorio.confea.org.br/Profissional/ProfissionaisDecada)



O Papel dos Engenheiros no Desenvolvimento Global: Uma Análise Comparativa por País

Em um artigo publicado neste blog (https://rodrigopaiva.com.br/ladeira-a-baixo/), analisamos a redução significativa de quase 40% no número de ingressantes desde o pico observado em 2014.

A seguir, apresentamos a evolução do número de concluintes. Por outro lado, ao considerarmos o total de ingressantes nos cursos de engenharia com a duração regular de 5 anos, que foi de 268 mil alunos em 2012, e o total de concluintes em 2017, que foi de 114.379, chegamos à conclusão de que a taxa de evasão é de aproximadamente 57,32%. Além disso, ao observarmos que 95.426 alunos se registraram no sistema CREA/CONFEA, fica evidente que a taxa de desistência atinge 64,39%.

O Papel dos Engenheiros no Desenvolvimento Global: Uma Análise Comparativa por País

6. China e Índia: Potências Emergentes em Engenharia

O acesso a dados específicos sobre o número exato de engenheiros formados na China e na Índia é desafiador devido à falta de transparência. No entanto, tanto a China quanto a Índia têm se destacado na produção de engenheiros devido ao seu vasto tamanho populacional e ao investimento maciço em educação STEM (ciência, tecnologia, engenharia e matemática).

China: A Potência Emergente em Engenharia


A China investiu pesadamente em educação STEM, resultando em um grande número de engenheiros graduados anualmente. Instituições de ensino superior de renome, como a Tsinghua University e a Peking University, são reconhecidas internacionalmente por seus programas de engenharia. De acordo com pesquisa divulgada pelo site Statista, a China produzia aproximadamente 1,4 milhão de engenheiros em 2021.


O Papel dos Engenheiros no Desenvolvimento Global: Uma Análise Comparativa por País

Índia: Um Centro de Excelência em Engenharia


Assim como a China, a Índia também possui uma forte base de engenheiros. Instituições de prestígio como o Instituto Indiano de Tecnologia (IIT) e o Instituto Indiano de Ciência (IISc) formam engenheiros altamente qualificados a cada ano. Com uma população de aproximadamente 1,4 bilhão de pessoas, a Índia produz uma quantidade significativa de graduados em STEM, contribuindo substancialmente para o cenário global.


Segundo dados do Fórum Econômico Mundial, a Índia tem uma percentagem elevada de aproximadamente 34% de estudantes que escolhem cursos STEM, produzindo um número considerável de licenciados devido à sua vasta população.


O Papel dos Engenheiros no Desenvolvimento Global: Uma Análise Comparativa por País

7. Educação em Engenharia: A Chave para o Futuro


A qualidade da educação em engenharia desempenha um papel significativo na produção de engenheiros altamente qualificados. Neste segmento, podemos discutir programas educacionais bem-sucedidos, parcerias entre instituições acadêmicas e indústrias, e a importância do desenvolvimento contínuo para engenheiros em um mundo em constante evolução tecnológica.


Conclusão


Engenheiros desempenham um papel vital no desenvolvimento global, independentemente do estágio de desenvolvimento de um país. Eles são os construtores do futuro, moldando nossa infraestrutura, tecnologia e qualidade de vida. Ao investir na educação em engenharia, promover a inovação e apoiar os profissionais da área, os países podem garantir um futuro mais próspero e sustentável para suas sociedades.


O Brasil tem desafio duplo de reverter a queda no interesse pelas engenharias e de viabilizar um ambiente favorável aos profissionais da engenharia.


Descubra o NEXT


Precisa apurar custos em projetos e obras? Ou ainda acompanhar seus investimentos em ações? O NEXT Finance e NEXT Business foram feitos para você!



Entre em contato conosco pelo WhatsApp (31) 99430-2079 para explorar todas as opções disponíveis e descobrir como o NEXT, a próxima geração de sistemas de gestão empresarial, podem lhe ajudar a ser mais produtivo em seu negócio e com suas finanças.





57 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page