• Débora Prota

Vem aí o Open Banking!

Atualizado: 19 de Ago de 2021



A concorrência de mercado é sempre benéfica para o consumidor final, que ganha o poder de decidir pelo fornecedor que melhor o atende. Mas, para produtos ou serviços financeiros, até bem pouco tempo, a situação era um pouco diferente, algumas poucas instituições dominavam o mercado e o cliente acabava refém de altas tarifas e serviços nem sempre satisfatórios.


Com o surgimento das Fintechs e bancos digitais, um movimento de mercado foi iniciado e houve uma migração de uma parcela dos correntistas dos bancos tradicionais para os digitais, justamente por oferecerem melhores condições aos clientes. Mas esta nova possibilidade nem sempre é percebida por todos os interessados, já que as instituições tradicionais se blindam e não permitem que a concorrência tenha acesso ao seu cliente.


A partir de 2013, passamos a contar com a portabilidade de crédito, criada pelo Banco Central, isto é, podemos transferir uma dívida para outra instituição, que ofereça melhores condições, como serviços ou taxas de juros menores. Mas a busca precisa partir do cliente, que nem sempre tem acesso à informação.</