Propaganda-fluxo-de-caixa.png
  • Débora Prota

7 Passos para a sua Independência Financeira


Liberdade financeira

No mês em que comemoramos a Independência do Brasil, resolvemos falar sobre a independência financeira pessoal. Afinal, quem não gostaria de dedicar seu tempo ao que mais gosta, sem precisar se preocupar com o dinheiro? Muitas pessoas trabalham com algo que não lhes traz satisfação e realização pessoal, pelo simples fato de esta ser a sua única fonte de renda.


Será possível fugir dos extremos “trabalhar para viver” ou “viver para trabalhar”? Sim, podemos fazer escolhas inteligentes e mudar nossos hábitos, para alcançar a nossa independência financeira.


Mas o que é essa tal de independência financeira?


Uma pessoa alcança a sua independência financeira, quando possui um orçamento equilibrado e rendimentos suficientes para manter seu padrão de vida, por tempo indeterminado, sem ser obrigada a trabalhar para isso. Não significa deixar de trabalhar, mas ter a liberdade de escolher com o que e quando trabalhar, sem depender de um emprego fixo para arcar com as despesas e custos de vida.


A receita gerada pelo emprego fixo ou atividade remunerada pode, inclusive, ser revertida como um aporte para aumentar o patrimônio pessoal, até que seja possível viver como sempre sonhamos!


Ao conquistarmos nossa independência financeira, acumulando uma determinada quantia de patrimônio que nos permite viver de renda, alcançamos também a liberdade financeira, isto é, a autonomia para escolher fazer o que desejarmos com o nosso dinheiro. E quem possui liberdade financeira pode ter o estilo de vida que desejar, sem precisar se preocupar com dinheiro, é livre para tomar decisões pensando apenas em sua própria vontade e busca pela felicidade!


Parece complicado, mas não é... Porém, exige dedicação, planejamento, disciplina e escolhas adequadas.


Geralmente, precisamos passar por estágios de independência, até que possamos alcançar a liberdade financeira total:


- Independência de curto prazo:

Quando possuímos uma reserva de emergência, suficiente para que consigamos viver sem salário, por algum período, entre dois meses a um ano. A reserva representa um montante para cobrir nossos gastos mensais, mantendo o padrão de vida, sem que seja necessário endividar-nos.


- Independência de dívidas:

Quando conseguimos quitar todas as dívidas e controlamos o orçamento, para gastarmos menos do que recebemos. Desta maneira, nos livramos de gastos com juros, multas e parcelas de financiamentos.

- Independência do emprego:

Neste estágio, já ganhamos mais autonomia e tranquilidade, porque se faltar a principal fonte de renda (o emprego fixo), poderemos recorrer a uma segunda fonte de receita, por um período maior, sem comprometermos o nosso orçamento.


- Independência Financeira Total – Liberdade Financeira:

Este é o estágio ideal, quando conseguimos viver exclusivamente dos rendimentos de nossos investimentos, mantendo os padrões desejados; quando a renda supera os gastos mensais, com segurança. Então, o emprego passa a ser uma escolha e não mais uma necessidade. Neste estágio, o segredo é reinvestir parte da renda, para ampliar seu patrimônio e garantir ganhos contínuos.


E você? Também sonha em alcançar a independência financeira total?


mulher na praia com laptop liberdade financeira

Siga os 7 passos e comece já a sua jornada para a liberdade:


1º. Passo - Organize e registre todas as movimentações financeiras.

O primeiro passo consiste em organizar e registrar todas as contas e despesas, por menores que sejam. Fica mais fácil organizar as finanças quando utilizamos uma ferramenta apropriada e eficiente, como o NEXT Finance. Mas, você pode começar com uma planilha ou até mesmo uma agenda. Neste momento, devemos registrar e classificar todas as nossas movimentações financeiras, receitas e despesas, inclusive dívidas anteriores (parcelas de financiamentos, compras parceladas no cartão de crédito, pagamento de empréstimos).


Após o registro e classificação, devemos calcular os valores totais mensais, para conhecermos os recebimentos e gastos atuais.


2º. Passo - Planeje! Defina suas metas e objetivos.

Com os valores em mãos, é possível criar um orçamento financeiro para os próximos meses, definindo um limite de gastos por categoria. Crie estratégias para ajustar seus gastos, de maneira que consiga reservar uma parcela de sua renda para investimentos. Este é o momento de traçar suas metas, registre o que deseja conquistar em curto, médio e longo prazo, com previsão de valores e datas para alcançar seus objetivos. Calcule quanto seria necessário acumular para conquistar a sua independência financeira total, ou seja, quanto precisaria ter investido para viver plenamente dos rendimentos e quanto tempo seria necessário para alcançar este patamar. Vale lembrar que as metas definidas devem corresponder à sua realidade. Evite aquelas metas impossíveis, como cortar todos os gastos com lazer por um longo tempo, porque ninguém consegue viver bem, sem se divertir um pouco. Metas que comprometam muito a sua renda mensal podem acabar desestimulando a continuidade, em vez de contribuir com a conquista da sua independência financeira.


3º. Passo - Analise e entenda para onde seu dinheiro está indo.

Analise sua distribuição de gastos e conheça os tipos de despesas que mais pesam em seu orçamento e que o impedem de alcançar seus objetivos. Avalie os gastos essenciais e aqueles que podem ser cortados ou reduzidos. Encontre desperdícios, desvios e avalie como ajustá-los ao seu planejamento. Conheça seu fluxo de caixa passado e projetado, ou seja, a movimentação e disponibilidade do dinheiro ao longo do tempo. Ao detectarmos, com antecedência, um problema no fluxo de caixa, conseguimos tomar medidas para saná-los e, se necessário, buscar ofertas de crédito com melhores condições, reduzindo gastos com juros e multa.


pague suas dívidas liberdade financeira

4º. Passo - Pague suas dívidas e mude seus hábitos.

As dívidas são os principais entraves para a independência financeira. E a ausência de planejamento de gastos é uma das principais causas do endividamento. A prioridade inicial deve ser quitar as dívidas passadas e mudar os hábitos para que novos débitos não sejam assumidos. Sugerimos um cuidado especial com os gastos em cartões de crédito, principalmente parcelamentos de compras, pois um pequeno descuido pode fazer com que você não consiga pagar a fatura e o seu parcelamento implicará em juros elevadíssimos. Deixar a conta corrente ficar negativa também é um hábito que precisa ser riscado de sua rotina, de uma vez por todas. Uma boa saúde financeira requer saber ganhar, gastar, investir e doar o dinheiro. Saber gastar é saber escolher, tomar decisões, priorizar o que realmente é importante para nós. Elimine, por exemplo, os gastos supérfluos, aqueles que não agregam em nada ao seu bem estar e que podem ser evitados ou substituídos. Vejam algumas dicas para você gastar melhor: renegocie com fornecedores, pesquise alternativas, compare preços, procure pagar à vista, sempre possível, evite compras por impulso. Hoje, podemos contar com instituições que não cobram tarifas ou anuidades para administração de contas correntes, contas de investimentos e cartões de crédito. Que tal pesquisar as opções? Antes de comprar, se pergunte: Eu preciso disso? Eu posso pagar? Tem que ser agora? Se a resposta for “não” para qualquer um destes questionamentos, repense a compra. Mantenha seu controle financeiro atualizado, para verificar o quanto está se mantendo no planejamento. Rotina e disciplina são fundamentais para mantermos as finanças sob controle.

5º. Passo - Mantenha uma reserva de emergência.

Antes de alcançar a liberdade financeira, precisamos conquistar a nossa independência de curto prazo. Para tanto, devemos manter uma reserva de emergência. Recomenda-se que o dinheiro de reserva seja aplicado continuamente em um investimento de baixo risco e alta liquidez. Esta é a verba que se deve recorrer em caso de algum imprevisto ou para grandes compras, que melhoram a qualidade de vida. A indicação é manter uma reserva de emergência no valor correspondente a seis meses das suas despesas essenciais.


6º. Passo - Invista melhor: Conhecimento é poder!

Uma parcela de nossa renda deve ser investida para o futuro, para conquistarmos a tão sonhada independência financeira total. Mas de nada adianta aplicarmos o dinheiro periodicamente, se não soubermos como investir, para obter melhores retornos. Neste passo, o conhecimento é poder e lhe gera bons frutos. Entenda seu perfil de investidor, busque conhecimentos sobre o mercado financeiro, encontre uma instituição que possa lhe orientar quanto aos investimentos adequados à sua realidade e ao seu perfil, entenda como diversificar seus investimentos. Para te ajudar a investir melhor, criamos a [2ª. INVEST], uma série de conteúdos semanais publicados aqui, em nosso blog, em que compartilhamos dicas e conhecimentos sobre as mais diversas modalidades de investimentos. A cada segunda-feira, publicamos um conteúdo novo para você. Aproveite essa oportunidade para se preparar para o sucesso!

7º. Passo - Use o NEXT Finance.

Para te ajudar com todos os passos anteriores, conheça e use o NEXT Finance, uma solução inovadora, eficiente e segura, que simplifica a sua gestão financeira. Com o NEXT Finance, você poderá registrar todas as suas movimentações financeiras, as classificando por tipos do plano de contas e centros de custos personalizáveis. A solução oferece recursos para o controle e análises de movimentações em contas correntes, caixa, cartão de crédito, investimentos, contas a pagar e contas a receber, pode ser integrado ao banco, para conciliação de extrato de contas correntes e outras facilidades. O sistema oferece também opções de análises estratégicas, como Fluxo de Caixa, análises por plano de contas e centros de custos e filtros de transações, que permitem conhecer a origem e o destino de seus recursos.


"Dobradinha NEXT Finance"


Se você é empreendedor, já sabe que um dos princípios básicos da administração é o que determina que não devemos confundir as finanças pessoais com as do negócio.


Pensando nisso, resolvemos dar uma ajuda extra para que os empreendedores possam cuidar do seu dinheiro, separadamente, mas com a mesma eficiência e tecnologia com que gerenciam seus negócios.


Neste mês de setembro, quem assinar uma carteira Professional ou Fortune do NEXT Finance, ganhará uma carteira Standard para controlar suas finanças pessoais e conquistar sua independência financeira.


Aproveite!


LEIA MAIS:

• Onde investir em Setembro/2021

• Fluxo de Caixa: analise suas movimentações financeiras!


111 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo