top of page
Propaganda-fluxo-de-caixa.png
  • Rodrigo Paiva

Quer pagar menos imposto de renda? Saiba como!




Nesta edição da [2a. INVEST] vamos dar a dica de como você pode pagar menos imposto de renda ao preencher a Declaração de Renda 2022/2023!


Mas atenção, você tem até o dia 30/12/2022 para investir em um plano de previdência privada denominado "Plano Gerador de Benefício Livre" ou PGBL. Isto mesmo, você investe agora e deixa de pagar mais imposto já em 2023.


O benefício é válido para quem declara o Imposto de Renda pelo formulário completo! Neste caso existe a possibilidade de se deduzir da base de cálculo do imposto até 12% da sua receita tributável bruta ao contratar um PGBL.


E existem outros benefícios que vem junto neste tipo de investimento! Vamos conhecer todos por aqui!


Por que investir em Previdência Privada?


O principal objetivo da Previdência é acumular capital para a aposentadoria, onde você contribui com uma quantia e esse valor é rentabilizado conforme o plano escolhido.


A previdência privada é um investimento de longo prazo que pode ser usado para várias finalidades, inclusive como complemento de renda para a aposentadoria. Vale também para quem quer construir uma reserva para realizar seus sonhos no futuro, manter seu padrão de vida ou mesmo contribuir para o futuro de sua família.


Conheça os 5 principais benefícios de investir em

Previdência Privada


  1. Flexibilidade no resgate: É possível solicitar retiradas do seu plano a qualquer momento, respeitando o prazo mínimo entre solicitações e a liquidez do plano contratado;

  2. Benefício tributário: Se você optar pela previdência no plano Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL), é possível descontar até 12% da renda bruta que é tributável na hora de fazer o seu Imposto de Renda;

  3. Sem incidência de come-cotas: Os planos previdenciários não sofrem incidência do famoso come-cotas. Trata-se de uma cobrança de imposto de renda feita de forma semestral (em maio e novembro) e que incide sobre os ganhos de fundos de investimentos.

  4. Longo prazo: Os planos de previdência de modo geral buscam estratégias de longo prazo para que você não sofra com oscilações momentâneas.

  5. Sucessão patrimonial: A previdência privada permite que os herdeiros acessem o capital investido sem a necessidade de inventário, o que reduz os custos e facilita os processos nesse momento.


Além disto temos:

  • É possível escolher o tipo de tributação: regressiva ou progressiva;

  • Os aportes não são obrigatórios, ou seja, é possível contribuir quando quiser;

  • O dinheiro rende ao longo dos anos, especialmente quando está nas mãos de um bom gestor;

  • É possível encontrar fundos de diferentes perfis no mercado, de conservador a arrojado;

  • É possível fazer a portabilidade entre fundos;

  • É possível escolher entre resgate financeiro ou renda.


Como calcular quanto devo investir em PGBL?


Pelas regras da Receita, são considerados rendimentos tributáveis: salários, férias, gratificações, comissões, renda com aluguéis, pensões, benefícios previdenciários e remunerações relativas à prestação de serviços. Você deve somar todos estes rendimentos e multiplicar por 12% e este será o valor que você deverá investir no PGBL para usufruir do benefício fiscal.


Porque não investir além do limite de 12% no PGBL?


Importante lembrar que não se deve investir além do limite de 12% em PGBL, porque no resgate a tributação vai ocorrer sobre o valor total resgatado. Caso você queira investir ainda mais em Previdência Privada, você deve usar o VGBL, onde no resgate a tributação ocorre apenas nos rendimentos e não no principal.


O que é a Previdência Privada?

Vamos entender como funciona a Previdência Privada, também conhecida como Previdência Complementar, que consiste em fundos oferecidos por instituições financeiras, onde o contribuinte escolhe um valor e prazo para fazer contribuições mensais ou anuais. Ao final desse ciclo, poderá receber o dinheiro investido de forma integral, mensal, temporária ou vitalícia.


Ela é regulamentada pela lei nº6.435 de 1977, e desde então tem evoluído através de regulações quanto a valores mínimos, taxas e juros oferecidos, tornando essa modalidade mais uma alternativa de renda complementar para os brasileiros.


Como funciona a previdência privada?


Com a contratação de um plano de previdência, o cidadão passa a contribuir respeitando as condições de prazo e valores que foram estabelecidos na assinatura do contrato. Basicamente os planos de previdência são divididos em duas fases:

  • Acumulação: período destinado ao aporte de dinheiro que será aplicado conforme as regras definidas, com o objetivo de aumentar o capital investido

  • Resgate: fase onde o contribuinte poderá resgatar o valor de maneira integral ou mensalmente.


Quais os impostos incidem nas aplicações em PGBL?


É você quem escolhe qual o regime de tributação será adotado. Esta escolha é feita na hora de investir, e você pode optar entre duas tabelas:

  • Tabela regressiva: para os investimentos de longo prazo, com janelas de tempo superiores a 10 anos, a tabela regressiva é a opção mais vantajosa. Quanto mais o tempo passa, menor é a alíquota do imposto, que chega a 10%

Tabela de alíquotas regressivas do imposto de renda


  • Tabela progressiva: caso você não tenha certeza de quando precisará do dinheiro do seu plano de previdência, a tabela progressiva pode ser a melhor opção. Isso porque a alíquota não considera o tempo, mas o valor recebido ou sacado do plano – como na tributação dos salários. (A tabela abaixo não é corrigida desde abril/2015)

Tabela de alíquotas progressivas do imposto de renda

Qual é a rentabilidade dos fundos PGBL?

Existem várias categorias de fundos previdenciários de acordo com o risco que se deseja correr: renda fixa, ações, balanceados e multimercados.

Portanto a rentabilidade varia com o grau de risco que se deseja correr.

Na tabela abaixo temos os 10 fundos mais rentáveis nos últimos 12 meses na Classe Ações Ativo:


A seguir o desempenho dos 10 mais na classe Multimercado Livre:




Links úteis:


Para acompanhar a performance de seus fundos: https://www2.susep.gov.br/safe/PerformanceFundos/fundos


Informe da previdência: https://www.gov.br/previdencia/pt-br/centrais-de-conteudo/publicacoes/publicacoes-sobre-previdencia-social/informes/arquivos/informe-de-previdencia-novembro-de-2020.pdf


Boletim Estatístico da Previdência Social - BEPS:

https://www.gov.br/previdencia/pt-br/acesso-a-informacao/dados-abertos/arquivos/beps012021_final.pdf


Gostou do conteúdo? Veja mais dos nossos posts




86 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page