top of page
Banner-Blog-Business.png
  • Foto do escritorRodrigo Paiva

O Brasil e a inflação

Atualizado: 2 de abr. de 2023





Na [2a.INVEST] desta semana falamos sobre a inflação, que atrapalha, e muito, a vida de todos os brasileiros e também dos investidores.


Nem precisaríamos falar sobre o conceito: a inflação é um aumento persistente e generalizado nos preços de bens e serviços em uma economia ao longo do tempo, pois nós brasileiros somos experts no assunto!


A inflação é medida pelo índice de preços ao consumidor (no Brasil, pelo IPCA), que é um indicador do custo de um conjunto de bens e serviços consumidos por um agregado familiar típico. A inflação pode ser causada por diversos fatores, incluindo aumento da demanda por bens e serviços, aumento dos custos de produção, desvalorização da moeda, aumento dos preços das commodities, entre outros.


A inflação pode ter efeitos negativos sobre a economia. Quando os preços sobem, o poder de compra do dinheiro diminui, o que significa que as pessoas podem comprar menos bens e serviços com a mesma quantidade de dinheiro. Isto fica claro com o post feito pela Paiva Piovesan em 2021! Hoje, em 2023, por R$ 3,50 compramos ainda menos, agora a latinha de 200 ml da Coca-Cola!



Visto de outra forma, pagamos muito mais para comprar algo semelhante, como pode ser observado no post abaixo, feito este ano.


Como consequência temos uma diminuição do consumo, uma vez que as pessoas tendem a reduzir seus gastos em resposta ao aumento dos preços. A inflação também levam a um aumento das taxas de juros, uma vez que os bancos centrais muitas vezes aumentam as taxas de juros para combater a inflação.


E é exatamente o que vem acontecendo no Brasil, chegamos a um pico de inflação em abril de 2022 com 12,13% acumulados em 12 meses. O Banco Central elevou a taxa de juros de 2% a.a. em Fevereiro de 2021 para 13,75% a.a em agosto de 2022.


E funcionou: a inflação caiu para 5,6% em Fevereiro de 2023.


E agora temos outro problema: com a elevada taxa de juros o investimento na economia real cai e isto gera problemas para as empresas e para os trabalhadores.



No gráfico acima mostramos qual foi o Juro real praticado no Brasil (SELIC-IPCA) de Janeiro/2000 a Fevereiro/2023 e observamos que com a pandemia, os juros reais da economia brasileira ficaram negativos, algo inédito, de julho de 2020 até abril de 2022 e agora retornaram ao patamar de 8,15% a.a., valor que somente existiu no Brasil antes de 2007!


Apesar de ser polemico, alguns dizem que a inflação quando moderada pode ser benéfica para a economia, e argumentam: um pouco de inflação pode incentivar as pessoas a gastar e investir, uma vez que sabem que o dinheiro perderá valor ao longo do tempo. A inflação também pode ajudar a reduzir o peso das dívidas, uma vez que o dinheiro que é emprestado hoje será pago de volta com dinheiro que vale menos no futuro.


Como o juros alto é usado no combate a inflação temos os efeitos colaterais que podem ser observados no gráfico abaixo. Juros muito altos fazem com que os investimentos em renda variável (Bolsa) sejam preteridos pelos investimentos em renda fixa e a Bolsa cai ou não sobe. A medida que os juros caem os investimentos na Bolsa tendem a subir.



O controle da inflação é uma das principais preocupações dos governos e dos bancos centrais em todo o mundo. Para manter a inflação sob controle, os bancos centrais além de ajustar as taxas de juros, regulam a oferta de dinheiro e adotam outras políticas econômicas.


É importante que você conheça o comportamento da inflação e dos juros básicos da economia e dos seu efeitos para que os seus investimentos estejam investidos de tal forma a garantir o seu poder aquisitivo.

100 visualizações1 comentário

1 Comment


Don Lemos
Don Lemos
Mar 20, 2023

Os artigos estão cada vez melhores. Este aqui é uma aula complexa de economia sendo tratada de forma simples. Parabéns, Ronymarco

Like
bottom of page