top of page
Propaganda-fluxo-de-caixa.png
  • Débora Prota

Feliz Ano Novo: 5 passos para planejar sua empresa em 2023



2022 já está no fim e, como em toda virada, costumamos fazer um balanço do que aconteceu e o que desejamos para o ano que está prestes a começar... Isso acontece na vida pessoal e também nas empresas.


Mas, por que será que boa parte de nossas resoluções e promessas não são realizadas? Ou, às vezes, nem conseguimos recordar nossos desejos da última virada? Falta planejamento! Tão importante quanto sabermos o que queremos, é traçarmos como alcançaremos estes objetivos. E no universo empreendedor, o planejamento é ainda mais importante para que a empresa prospere.


Assim, para que sua empresa tenha um verdadeiro "Feliz Ano Novo", listamos aqui 5 passos práticos para definir o planejamento de 2023:


1º Passo: Estabeleça seus objetivos gerais para 2023.


O que você espera conquistar e alcançar no próximo ano? Analisando a situação atual da empresa e do mercado, considerando a missão, a visão, os valores e o modelo de negócios já estabelecidos, defina quais são seus principais objetivos gerais para 2023.


Trata-se da forma ampla de atuação da empresa para chegar a sua missão com o melhor desempenho, estruturação e retorno para o negócio. Ao elaborar os objetivos gerais, deve-se analisar todos as áreas estratégicas: mercado, finanças, pessoas, produção, inovação, leis.


Os objetivos são os "desejos" para o novo ano, que devem ser documentados e compartilhados para que todos conheçam os rumos do negócio. Devem ser claros, desafiantes, mas alcançáveis. Para tanto, não é aconselhável definir muitos objetivos (menos é mais!) ou se perde o foco e o direcionamento.


Exemplos de objetivos gerais:


- Aumentar o lucro.

- Criar diretoria de inovação.

- Lançar uma nova linha de produtos ou serviços.

- Alcançar um novo mercado.

- Melhorar a satisfação do cliente.

- Reestruturar e automatizar os processos.


2º Passo: Relacione as estratégias e ações a serem executadas ao longo do ano, para alcançar estes objetivos.


Após entender o que se pretende alcançar, faz-se necessário definir como chegar lá, o que precisa ser feito para que os objetivos sejam alcançados. Cada objetivo geral deve resultar em, ao menos, uma estratégia, que se desdobrará nas ações a serem executadas.


A utilização de uma ferramenta, denominada "mapa mental", pode ajudar a estruturar e organizar as estratégias e ações. Veja um exemplo de mapa mental para traçar estratégias e ações para um dos objetivos gerais listados acima:



3º Passo: Defina prazos para conclusão de cada estratégia e ação.


Há ações que serão realizadas durante todo o ano, mas não podemos deixar todas as ações com o prazo de dezembro. Ao desdobrar os objetivos em estratégias e ações, podemos definir os prazos para cada etapa. Crie um calendário de prazos, considerando os recursos e esforços disponíveis na empresa.


Utilizando o mapa traçado no passo anterior, é possível definir os prazos para cada ação:

Inclua as revisões a acompanhamentos periódicos do planejamento e transporte as ações para o calendário anual. Assim, teremos:


4º Passo: Determine os indicadores que serão utilizados para a medição das estratégias e ações.


Somente é possível gerenciar o que se mede. Assim, é necessário definir um indicador de medição para cada ação listada no 2º passo, para que possamos analisar a diferença entre a situação atual da empresa e a situação desejada.


Os indicadores apontam o caminho e funcionam como as principais referências para saber se as ações estão sendo executadas e a empresa está na direção certa para alcançar os objetivos gerais. Com a medição, é possível identificar problemas, definir prioridades e verificar esforços para a melhoria da empresa.


Para definir os indicadores, é necessário levantar os dados disponíveis na empresa, fazer o tratamento das informações e registrar de maneira sistematizada para atualização dos novos registros.


Existem 2 tipos de indicadores:


  • Indicadores de Resultados: que medem se os objetivos e metas da empresa foram atendidos.

  • Indicadores de Processos: que medem se as ações e recursos estão sendo utilizados com eficiência.

Uma maneira ágil de estabelecer e gerenciar indicadores é a utilização de OKRs (Objectves and Key Results, ou Objetivos e Resultados-Chave). A metodologia dos OKRs permite definir objetivos claros e as ações para segui-los, em um único lugar. Há um Canvas de OKRs, que permite organizar as informações e estruturar seu planejamento:



Em nosso exemplo, utilizamos o mapa mental para estabelecer os indicadores a serem medidos:



5º Passo: Estabeleça as metas para cada indicador definido.


Por fim, devemos definir as metas para cada indicador definido. Não há uma regra geral para estabelecer metas, mas é necessário criá-las para que coloque a empresa em movimento.


Toda meta precisa ter 5 características, que, em inglês, formam a palavra SMART:


Specific - Específica: deve ser clara, objetivo e sem espaço para questionamentos futuros, quanto ao seu foco.


Measurable - Mensurável: deve ser passível de medição.


Achievable - Alcançável: os responsáveis por atingir as metas deve perceber que é possível atingi-la, no prazo proposto.


Relevant - Relevante: deve ser relevante para a organização, isto é, deve estar atrelada aos resultados do negócio.


Time-bound - Tempo Definido: deve apresentar um prazo máximo para ser atingida.


Assim, completando o mapa (considerando as duas primeiras estratégias), devemos acrescentar uma meta para cada indicador estabelecido:



Com o mapa traçado, será possível criar o planejamento completo, acrescentando informações importantes, como: responsáveis por cada ação, equipes/pessoas e recursos (financeiros e materiais) envolvidos, desdobramentos e detalhes previstos.


Após finalizar o planejamento, compartilhe a informação com todo o time, para que conheçam suas responsabilidades, desafios e os rumos do negócio.


Vale ressaltar que os colaboradores ficam mais comprometidos e motivados com a execução do planejamento, quando são envolvidos em sua elaboração. Portanto, chame seu time (ou, ao menos, alguns representantes) para participar deste processo.


E lembre-se de revisitar e atualizar o planejamento periodicamente, compartilhando também os resultados alcançados! E então, vamos planejar?


Tecnologia: uma aliada para o sucesso de seu negócio!


Como detalhamos neste artigo, tão importante quanto a definição do planejamento, é a medição dos resultados. Fica mais fácil acompanhar os indicadores do negócio quando podemos contar com um sistema de gestão empresarial. Simplifique e automatize seus processos e controles, para que possa se dedicar às estratégias pensadas para seu negócio.


Saiba mais sobre as nossas soluções, entenda como ganhar produtividade em seus processos e inteligência para seu negócio:



Gostou do conteúdo? Curta, compartilhe com os amigos e leia todos os nossos posts no Blog.


Veja também:


[GESTÃO 4.0] Copa do Mundo: 10 lições do futebol para os gestores!


[GESTÃO 4.0] Por que classificar as transações financeiras de sua empresa?


[GESTÃO 4.0] 5 dicas para você empreender com sucesso!


[2a. INVEST] Você sabia que seu signo pode influenciar sua vida financeira?


[2a. INVEST] Quer pagar menos imposto de renda? Saiba como!


[2a. INVEST] Inovação para facilitar a gestão de seus investimentos


[Finance Strategy] Onde investir em Dezembro/2022



17 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page